Blog

Previna-se da osteoporose, e ganhe em qualidade de vida

Previna-se da osteoporose, e ganhe em qualidade de vida

Doença silenciosa e incurável se tratada tardiamente, a osteoporose, perda progressiva de massa óssea, ainda é mal avaliada tanto por médicos como por pacientes, e em muitos casos as perdas são irrecuperáveis, chegando inclusive a causar mortes em estágios avançados de deterioração do osso.

Mulheres caucasianas acima de 50 anos são as mais propensas a desenvolver a doença, que pode ser fatal em pacientes idosas em 66% dos casos de fratura de fêmur, lesão comum em pacientes com grande perda óssea.

O Brasil precisa avançar em relação à prevenção desta patologia, que tem cura, desde que detectada precocemente, com exame de densitometria óssea e a correta administração de vitamina D e Cálcio. Aqui, ao contrário do que se pratica na Europa e Estados Unidos, entende-se como normal e esperado que idosas tenham osteoporose. Essa é uma abordagem equivocada e que causa grandes prejuízos à saúde pública, com milhares de pacientes incapacitados ou inválidos de forma permanente.

Outro engano cometido por osteoporóticos é não procurar tratamento por achar que a osteoporose causa dor. Assim, em muitos casos a doença só é descoberta quando ocorre uma fratura, muitas vezes de recuperação extremamente difícil como as do fêmur e quadril.

Diferença entre osteopenia e osteoporose

A osteopenia é um estágio menos grave da doença, em que as perdas em massa óssea são reversíveis. É importante entender que a osteoporose caracteriza-se por diminuição no volume dos ossos ao longo de toda a vida, por isso é fundamental realizar o exame de aferição de massa óssea regularmente, principalmente mulheres.

Prevenção ainda é o melhor tratamento, por isso consuma com regularidade quantidades moderadas de alimentos ricos em vitamina D e cálcio, como leite e derivados. A dose diária de cálcio é estipulada em 1000 mg por dia para mulheres a partir dos 19 anos de idade até a menopausa. A partir de então, recomenda-se a ingestão de 1300 mg por dia do nutriente.

Existem medicamentos que promovem ganhos expressivos de massa óssea, que em pacientes a partir dos 50 anos fica em torno de 9% ao ano. Entretanto, em casos avançados diagnosticados em pacientes idosas, a recuperação precisa ser o mais rápida possível, por isso é indicado o Aclasta, última palavra em medicamento para osteoporóticos, que promove a recuperação em tempo recorde estimado entre 30 e 40 dias.

Campanha pela prevenção da osteoporose

A Orto Center, clínica ortopédica em Jacarepaguá, realiza campanha de prevenção à osteoporose, e está comprometida com essa causa em prol da redução na incidência desta patologia. Faça uma consulta e evite a perda de massa óssea!

Dr Renato Bastos

Dr. Renato Bastos Pereira
ORTOPEDISTA E TRAUMATOLOGISTA
CRM: 52.3426-9
Especialidade – Cirurgia do Ombro

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>